Canônico – Durante as Guerras Clônicas, dias após a Batalha de Geonosis, um transporte republicano acabou sendo abatido na órbita de Saleucami e só um clone sobreviveu. O clone, chamado Cut, sobreviveu por vários meses as patrulhas separatistas e acabou conhecendo a Twi’lek Suu Lawquane, com quem se casou e teve dois filhos.

Um ano depois, Grievous e sua frota separatista, tentava escapar da República, com o mestre Jedi Eeth Koth como seu prisoneiro. Porém, Grievous se viu cercado por três frotas e teve sua nave invadida por Obi-Wan Kenobi, Adi Gallia e Anakin Skywalker. Eeth Koth era resgatado, mas Grievous escapou com suas forças para Saleucami em vários pods de fuga.

Ainda perseguido pelos Jedi, Grievous espalhou seu exército pelo planeta com o intuito de distrair a República para arranjar um jeito de escapar. Muitos desses droides acabaram atacando a casa do clone Cut, que acabou tendo que ajudar Rex e seus homens, em repelir o ataque. Mesmo com o exército droide destruído, Grievous conseguiu escapar de obi-Wan.

No final das Guerras Clônicas, alguns Jedi foram despachados para procurar por droides ainda ativos no planeta, mas acabaram sendo vítimas da temível Ordem 66 do Imperador.

Legends – Saleucami tem uma superfície cheia de cicatrizes, antigos impactos de asteróides marcaram a história do planeta. Por ironia, Saleucami se tornaria o local de uma das batalhas mais longas e sangrentas das Guerras Clônicas.

Saleucami fica localizado na Rota de Talcene, que facilita a travessia da longa Rota Comercial Perlemiana até os Mundos do Sistema Kuthic. É um mundo jovem e sem seres inteligentes vivendo nele. Foi alvo de colonizadores em 6100 ABY. Os motivos para ser colonizado foram de climas agradáveis e uma atividade geotérmica enorme.

As maiores e mais quentes crateras do planeta, onde a água era rica em nutrientes, foi onde as primeiras cidades dos colonos foram estabelecidas. Colonos wroonianos amaram o mundo, pois Saleucami no dialeto wrooniano significa “oásis”.

Com o passar dos anos, Saleucami se tornou o principal exportador de medicina, flora, tecnologia de ponta e muitos créditos galácticos. Graças a isso, Saleucami recebeu bastante investimento dos Barões de Psusan que frequentemente visitavam o mundo e exploravam seus oásis. Porém, no ano 35 ABY, a União Tecnológica invadiu o planeta e o transformou num mundo poluído e industrial com o intuito de extrair toda a sua energia geotérmica.

Durante as Guerras Clônicas, Saleucami virou um temível campo de batalha. O primeiro embate envolveu uma perseguição jedi pelo General Grievous. O combate foi um empate e Grievous conseguiu escapar. Dois anos depois, a República retornou ao mundo durante o Cerco de Saleucami, com o intuito de destruir as indústrias de droides que a União Tecnológica havia estabelecido no mundo. Porém, a resistência separatista se mostrou muito fanática e as perdas só cresceram a cada avanço. O motivo desse fanatismo: uma fábrica de clonagem de Niktos da casta de guerreiros Morgukais. Depois de 5 meses de combates, a fábrica e todos os Niktos clonados foram destruídos, mas as perdas republicanas foram muito altas, entre elas estava o mestre jedi Oppo Rancisis. Quando a Ordem 66 foi ativada, as tropas clones estacionadas no planeta mataram a mestre jedi Stass Allie, enquanto patrulhava o mundo por focos de resistência separatista.

Fonte: Star Wars – The Essential Atlas (livro).

ABOUT THE AUTHOR

Também conhecido como "Grievous". Membro do CJSP e fanático por Star Wars desde criança.