Nome: Droide Abutre de Batalha Automático.

Função: Combate e Suporte Aéreo.

Produção: Engenharia Haor Chall.

Afiliação: Federação, Confederação e Piratas.

Frase: “Droides não respondem, não questionam suas ordens e nem reclamam quando são enviados para uma missão suicida.” – Comandante Tático da Federação Rune Haako.

Durante a Batalha de Naboo, a Nave de Controle Droide da Federação estava fortemente defendida por um enxame de caças droides. Esses droides, com um cérebro independente para eles não questionarem ordens e se sacrificarem para a causa de seus mestres, quase venceram a luta espacial na órbita de Naboo.

Desenvolvido pelos engenheiros fanáticos Xi Char, esses droides foram produzidos em imensas quantidades muito antes da batalha ter ocorrido. Como qualquer outro design Xi Char, o Droide Abutre, possui um corpo pequeno, cheio de armas pesadas e com a aparência de um inseto. Esse tipo de caça funciona em qualquer ambiente, principalmente no espaço.

A principal arma do droide eram quatro canhões lasers, dois para cada asa. Esses canhões disparavam muito rapidamente, mas eram fracos contra outras naves. Durante um vôo livre, as armas ficavam escondidas dentro das asas. Mas, durante o combate, as asas se abriam para revelar tais canhões. O droide também carregava dois torpedos para enfraquecer algum alvo resistente, antes de finaliza-lo com seus canhões.

Os Xi Char viram os Droides Abutres como caças medianos e que utilizavam seus grandes números para facilitar a destruição de seus inimigos. O combustível era na forma de baterias líquidas que acabavam quando a nave aumentava sua velocidade. Como essas baterias acabavam muito rapidamente, os droides eram forçados a retornar para reabastecer em hangares ou estações de comando.

Esquadrões de Droides Abutres eram formados mais de cem unidades cada, com o objetivo de superar e destruir o inimigo o mais rápido possível. Mesmo sendo frágeis e fáceis de serem abatidos, os Abutres sempre venciam com o uso de números para derrotar seus adversários.

O detalhe mais estranho desse droide era sua habilidade de se transformar num tanque andador leve. As asas do caça se transformavam em pernas e ele usaria tal formato durante patrulhas em mundos conquistados.

Como outros veículos da Federação, o Droide Abutre passou por muitos rigorosos testes antes de ser utilizado na Batalha de Naboo. Antes de Naboo, os droides foram essenciais em destruir os piratas de Degan e de expulsar os mercenários de Nym em Lok. Porém, alguns dias antes da invasão, pilotos do Esquadrão Eco da Força de Segurança de Naboo encontraram alguns desses droides na Estação TFP-9. Após o desastre em Naboo, os Droides Abutres continuaram em uso durante as Guerras Clônicas, com uma pintura própria, e até mesmo durante os Tempos Negros do Império por alguns grupos de piratas que continuavam a usar tais máquinas de guerra.

Fonte: Star Wars – The New Essential Guide to Vehicles & Vessels (livro).

ABOUT THE AUTHOR

Também conhecido como "Grievous". Membro do CJSP e fanático por Star Wars desde criança.