Hoje é dia de conhecermos o Edilson Cody Jango. Não precisa nem dizer de quem ele é fã, não é mesmo?

Solta o verbo, Edilson!

________________________________________________________________________________

Lembro que em meados dos anos 80 assistia filmes na Rede Manchete e Na Band, não lembro se era exatamente Star Wars, me recordo mais de Galactica, mas com certeza tinha muitos lasers e espaçonaves. Só mais para o final da década assisti Spaceballs (no Brasil, S.O.S. – Tem um Louco Solto no Espaço), e ao ver o Rick Moranis com aquele capacete preto me lembrei do famoso nome Darth Vader. Comentei com uns amigos, que me corrigiram dizendo que era uma paródia, e foi aqui comecei a prestar atenção em Star Wars.

Mesmo assim, foi só no começo dos anos 2000 que retomei o contato com os filmes aos poucos e só lá pra 2010 é que eu assisti todos os filmes de verdade, e na ordem cronológica. Como eu já sabia, de ouvir falar, que Luke e Leia são filho de Vader, acabei perdendo o impacto da revelação, mas isso não interferiu em nada na minha vontade de acompanhar a saga e buscar mais informações. Comecei um garimpo na internet, sobretudo e redes sociais, em busca de páginas especializadas, e fui assim conhecendo muitos outros fãs e colecionadores.

Meu primeiro contato com o Conselho Jedi São Paulo foi no início de 2013, num encontro do fã clube. Aí me fascinei de vez, vendo pela primeira vez Darth Vader e stormtroopers na minha frente. Outra coisa que não posso deixar de falar foi a influência do meu patrão em relação a Star Wars. Sou motorista, e muitas vezes estava levando ele para a escola. Ele estava assistindo no carro e eu ficava ouvindo as falas dos filmes. Foi aí que também acabei conhecendo a animação Clone Wars.

Frequentando os encontros e convenções começou a crescer a vontade de ter um cosplay, e conheci o Alessandro Tuze, do Rio de Janeiro, que fazia as armaduras de Clone Tropper. Via muita gente, na época, de stormtrooper, e queria fazer algo diferente. Como desde aquela época eu já era muito fã do Temuera Morrison (o ator que interpreta Jango Fett, e portanto todos os clone troopers), e um amigo sinalizou que eu ficaria bem como Comandante Cody, resolvi ir por esse caminho, e comprei minha primeira armadura, ainda padrão, toda branca.

Em 2014, para a primeira corrida Star Wars Run que aconteceu no Brasil, acabei customizando a armadura, primeiro, como a do Comandante Fox. Como a armadura era de material muito frágil, depois disso acabei tendo que reformar toda a armadura. Conheci o Vahmp, que hoje é meu amigo, e ele me ajudou a fazer a reforma, com resina e fibra, e aí veio a ideia do Cody, ainda em 2014.

A admiração pelo Temuera Morrison acabou me levando também a fazer um segundo cosplay, claro que do Jango Fett. Fora os cosplays acabei me tornando colecionador de action figures e fiz um diorama do Pálcio do Jabba. Recentemente, inspirado em Star Trek, outra saga de que também sou fã, fiz mais cosplays, tanto do personagem Data quanto do Geordi LaForge, da Nova Geração.

ABOUT THE AUTHOR

Curador cultural especializado no segmento nerd. Coordenou o projeto Geek.Etc.Br na Livraria Cultura entre 2012 e 2016, e atualmente é consultor na V&F Consultoria e Eventos. É editor do site Hipertextos, e estreou como roteirista de quadrinhos no final de 2016, no projeto Pátria Armada - Visões de Guerra. Presidiu o Conselho Jedi São Paulo, em curtíssima temporada, em 2001, e hoje faz a gestão de conteúdo do grupo.
  • Murilo Abreu

    CODY^^ O /